A Bolsa de Tóquio fechou em queda depois que o plano do Mitsubishi UFJ Financial Group (MUFG) de emitir 1 trilhão de ienes (US$ 11,224 bilhões) em ações reavivou a preocupação geral com os planos dilutivos de levantamento de capital acionário. O anúncio da emissão abalou fortemente as ações dos setores bancário e financeiro.

O índice Nikkei 225 caiu 127,33 pontos, ou 1,3%, e fechou aos 9.549,47 pontos.

A oferta do MUFG, anunciada ontem após o fechamento do mercado, destina-se a fortalecer o núcleo do capital de primeira linha (Tier 1) do banco e será a maior emissão do tipo já feita por uma instituição financeira japonesa. Analistas disseram que outros grandes bancos podem se ver obrigados a seguir os passos do MUFG.

As preocupações não se limitam ao setor bancário. Na quarta-feira, a Japan Real Estate Investment anunciou seu próprio plano de realizar uma emissão de 31,8 bilhões de ienes. "A tendência de emitir ações parece não ter fim", comentou Kyoya Okazawa, diretor da corretora do Credit Suisse. Ele prevê que outras companhias anunciem operações de financiamento na bolsa até o final do ano. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.