Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

TIM evita comentar rumores sobre compra de rede da Intelig

A TIM evitou comentar notícias sobre seu suposto interesse em alugar a rede de longa distância da Intelig ou até mesmo de comprar parte desta operadora, limitando-se a dizer, em nota, que possui acordos comerciais para utilização da infra-estrutura de diversas operadoras, entre as quais a Intelig. Procurada, a Intelig, que em janeiro deste ano foi adquirida pela Docas, de Nelson Tanure, não quis se pronunciar.

Agência Estado |

No começo de agosto, durante teleconferência sobre os resultados financeiros do segundo trimestre, o presidente da TIM, Mario Cesar Pereira de Araujo, revelou que, para reduzir seus custos operacionais, a TIM está investindo mais em infra-estrutura própria nas áreas de redes e Tecnologia da Informação (TI).

Para melhorar o gerenciamento de custos, além de rever o modelo de terceirização (outsourcing), a TIM planeja investir em capacidade de transmissão. Isso significa construir redes próprias - ou até mesmo adquirir redes de terceiros, como aventa o mercado - para reduzir a dependência da rede das teles fixas.

"Estamos investindo em backbone (parte central da rede de dados) próprio para reduzir os custos de interconexão de rede", afirmou, naquela ocasião, o presidente da TIM. Mesmo com planos de construção de rede própria, o investimento em ativo permanente (Capex) programado para 2008 permanece o mesmo, R$ 3,6 bilhões, dos quais R$ 1,9 bilhão foram empregados no primeiro semestre.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG