A catarinense Tigre, líder do mercado nacional de tubos e conexões, já separou R$ 200 milhões para seu programa de investimentos em 2010. Está previsto um crescimento de vendas de 15%, puxado pelo aquecimento do setor de construção civil, principal mercado da empresa de Joinville.

De acordo com Evaldo Dreher, presidente da Tigre, os recursos serão aplicados no aumento da capacidade produtiva das oito fábricas no Brasil, em P & D, em ações de marketing e nos planos de expansão no exterior, onde conta com 10 plantas espalhadas por 10 países. Em seu último balanço, a Tigre, que emprega 6,2 mil funcionários, registrou receitas de R$ 2,3 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.