Tamanho do texto

O etanol pode se tornar commodity ainda este ano. Segundo a pesquisadora Helena Chum, do National Renewable Energy Laboratory, órgão ligado ao Departamento de Energia dos Estados Unidos, discussões e testes que podem resultar em um biocombustível universal estão bastante avançados.

Como a produção de etanol pode usar diferentes matérias-primas, da cana-de-açúcar no Brasil à beterraba na Europa, o biocombustível encontra dificuldades de padronização e, conseqüentemente, de se transformar em commodity. Além disso, as necessidades dos países consumidores são diferentes.