Washington - O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos iniciou nesta segunda-feira a venda de US$ 118 bilhões em letras de câmbio de curto prazo, começando com US$ 44 bilhões em títulos deste gênero com vencimento em dois anos.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237574012042&_c_=MiGComponente_C

Amanhã, o Tesouro coloca à venda US$ 42 bilhões em letras de câmbio de cinco anos. Na quarta-feira, a oferta é de US$ 32 bilhões em títulos de sete anos.

No atual leilão, os EUA oferecem US$ 1 bilhão a mais em letras de câmbio de cinco e de sete anos do que em outubro.

O leilão do mês passado incluiu outros US$ 7 bilhões em títulos de cinco anos indexados à inflação, o que levou toda a venda ao volume inédito de US$ 123 bilhões.

As letras de câmbio de curto prazo do Tesouro são as mais sensíveis às mudanças na política monetária.

Desde dezembro de 2008, o Federal Reserve (Fed, banco central americano) manteve a taxa básica de juros dos EUA entre zero e 0,25%. A entidade já indicou que continuará com sua política monetária generosa à espera da consolidação da recuperação da economia.

A confiança dos investidores nessa política econômica ajuda a manter as taxas de juros baixas, enquanto o Governo americano continua leiloando volumes enormes de títulos de dívida para cobrir um déficit que, segundo cálculos de economistas, chegará a US$ 1,5 trilhão em setembro de 2010, quando termina o atual ano fiscal.

Leia mais sobre: Tesouro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.