O departamento do Tesouro dos Estados Unidos está estudando uma nova recapitalização das instituições financeiras americanas, bancárias ou não, através de fundos públicos, declarou nesta quinta-feira Neel Kashkari, subsecretário do Tesouro encarregado da estabilidade financeira.

"Para continuar desempenhando seu papel crucial de doadores de créditos, os bancos e os estabelecimentos financeiros não bancários podem precisar de mais capital, devido à posse de ativos de risco, da alta taxa de ações de despejo e da estagnação da economia mundial", disse Kashkari.

"Continuamos estudando novas estratégias em matéria de fundos próprios e, ao mesmo tempo, avaliando o efeito do primeiro programa de recapitalização levando em conta as condições econômicas atuais e a situaçção nos mercados", acrescentou o dirigente, falando diante de uma comissão do Senado.

O Tesouro dos Estados Unidos lançou em outubro um programa de recapitalização dos bancos por fundos públicos de 250 bilhões de dólares. Em troca desta ajuda, o Estado americano tomou parte das ações dos bancos nos quais investiu.

Mais de 161 destes 250 bilhões de dólares já foram atribuídos a 53 estabelecimentos bancários.

O Tesouro americano também entrou no capital da seguradora AIG por 40 bilhões de dólares.

Todos estes fundos são procedentes da verba de 700 bilhões de dólares que o Congresso desbloqueou no início de outubro para permitir ao Tesouro estabilizar o sistema financeiro americano.

mj/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.