SÃO PAULO - O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos analisa a possibilidade de assumir participações em vários bancos do país para tentar restaurar a confiança no sistema financeiro, publicou hoje o jornal New York Times (NYT) após ouvir representantes do governo americano. Integrantes do Tesouro comentaram à publicação que o pacote de US$ 700 bilhões recém-aprovado pelo Congresso dos EUA dá autoridade ao departamento de injetar capital diretamente nos bancos que solicitarem ajuda. Esse movimento fortaleceria rapidamente os balanços e ajudaria as instituições financeiras na retomada da concessão de empréstimos.

Em troca, a lei concede ao Tesouro o direito de deter participação nos bancos, inclusive naqueles que estão saudáveis.

O NYT reportou que o plano ainda é preliminar e ainda não está claro como o processo funcionaria. O jornal recordou que a proposta lembra aquela anunciada ontem pela Inglaterra, por meio do qual, entre outros pontos, o governo britânico pode oferecer recursos a bancos como Royal Bank of Scotland (RBS), Barclays e HSBC Holdings a fim de fortalecer seu capital em troca de ações preferenciais.

Nessa quarta-feira, o secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, admitiu que mais bancos dos EUA poderiam entrar em colapso apesar do grande pacote de resgate do governo. Observou que a tensão nos mercados financeiros em nível internacional permanece muito forte e que a turbulência não acabará de forma rápida.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.