SÃO PAULO - A administração do presidente americano Barack Obama acentuou a pressão sobre os legisladores americanos para conseguir a aprovação do pacote de estímulo econômico o quanto antes. O conselheiro econômico de Obama, Lawrence Summers, disse ontem em programa da Fox News que o presidente dos EUA e sua equipe estão se concentrando em completar o pacote de incentivo à economia, em debate no Senado.

"A vontade agora é manter o foco no programa de recuperação da economia", ressaltou.

Por isso, o plano de resgate financeiro marcado para ser apresentado nesta segunda-feira não deve ser anunciado até terça-feira, conforme nota do Tesouro americano divulgada no domingo.

Na semana passada, o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, tinha avisado detalhar hoje uma nova proposta de socorro do setor financeiro e que possivelmente envolveria a criação de um banco que compraria os ativos ilíquidos de instituições financeiras.

Além disso, o Tesouro planeja garantir títulos hipotecários, fazer novas injeções de capital em instituições financeiras e ajudar proprietários de casas em dificuldade bem como ampliar o programa de crédito ao consumidor.

"Com maciças perdas de empregos e projeções econômicas fracas, estamos focados em trabalhar com o Congresso para aprovar o projeto de recuperação da economia", destacou um porta-voz do Tesouro americano. "Os integrantes da área econômica irão trabalhar com os senadores ao longo do dia", acrescentou.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.