Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Termômetro da economia, venda de papelão cai 2,2%

As vendas do setor de papelão ondulado em novembro somaram 186,9 mil toneladas, o que representa uma queda de 2,23% em relação ao volume no mesmo período de 2007. Na comparação com outubro deste ano, o resultado de novembro aponta uma retração de 10,21%, segundo dados divulgados hoje pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO).

Agência Estado |

A venda de papelão pode ser vista como um dos termômetros da atividade econômica, porque está presente em boa parte das embalagens do que é produzido pela indústria.

O indicador de novembro, com base em informações ainda preliminares, é o pior resultado mensal do setor desde março deste ano, quando foram negociadas 187,5 mil toneladas. Em outubro, a comercialização de papelão ondulado totalizou 208,2 mil toneladas, segundo dados corrigidos pela entidade. O indicador preliminar apontava venda de 208,5 mil toneladas.

A comercialização de papelão ondulado entre janeiro e novembro somou 2,1 milhões de toneladas, uma expansão de 1,34% sobre igual período do ano passado. "Encerramos novembro com vendas dentro das novas previsões do setor, de (crescimento) 1% a 1,5%", afirmou o presidente da ABPO, Paulo Sérgio Peres, em comunicado.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG