Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Tensão com Grécia permanece e bolsas da Ásia fecham em baixa

SÃO PAULO - As bolsas da Ásia encerraram a sessão em terreno negativo, principalmente por conta da preocupação de agentes do mercado quanto à situação econômica e fiscal da Grécia. Parte do mercado acredita que os problemas nas finanças públicas enfrentados pelo governo grego podem afetar economias de outros países, especialmente daqueles que também passam por problemas de endividamento, como Portugal e Espanha. A questão tem atingido o euro e afetado companhias asiáticas que exportam para a Europa. É válido lembrar que ontem o Banco Central Europeu (BCE) anunciou a manutenção da taxa básica de juros da zona do euro em 1% e que o presidente da instituição, Jean-Claude Trichet, disse não ver um cenário de suspensão de pagamentos pela Grécia.

Valor Online |

SÃO PAULO - As bolsas da Ásia encerraram a sessão em terreno negativo, principalmente por conta da preocupação de agentes do mercado quanto à situação econômica e fiscal da Grécia. Parte do mercado acredita que os problemas nas finanças públicas enfrentados pelo governo grego podem afetar economias de outros países, especialmente daqueles que também passam por problemas de endividamento, como Portugal e Espanha. A questão tem atingido o euro e afetado companhias asiáticas que exportam para a Europa. É válido lembrar que ontem o Banco Central Europeu (BCE) anunciou a manutenção da taxa básica de juros da zona do euro em 1% e que o presidente da instituição, Jean-Claude Trichet, disse não ver um cenário de suspensão de pagamentos pela Grécia. Além disso, na China permanece a preocupação dos agentes quanto às medidas de aperto monetário adotadas pelo governo para reduzir a especulação financeira. Um dia depois da turbulência em Wall Street, onde o Dow Jones caiu mais de 9% no pior momento, mas conseguiu fechar com recuo menos marcado, da ordem de 3%, o índice Nikkei 225, da Bolsa de Tóquio, perdeu 3,10%, para 10.364 pontos. O Shanghai Composite, de Xangai, cedeu 1,87%, aos 2.688 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, diminuiu 1,06%, ficando em 19.920 pontos. O Kospi, de Seul, teve contração de 2,21%, aos 1.647 pontos. Entre os destaques de queda desta sessão, ficaram companhias que contam com as vendas na Europa para geração de receita, como Panasonic e Canon. (Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG