Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Temporada de preços baixos para turistas

Com o fim das férias e a chegada de agosto, começa o período de baixa temporada para o mercado de turismo brasileiro. Quem pensa e pode viajar neste período vai encontrar pacotes mais baratos para destinos dentro do Brasil e para outros países.

Agência Estado |

"Pacotes para conhecer o Caribe chegam a custar 10% a 15% menos na baixa temporada", diz Michael Barkoczy, diretor comercial internacional da operadora CVC. "Nas viagens para os Estados Unidos, a queda de preços é do mesmo nível."

Nos pacotes nacionais, os descontos também favorecem os consumidores. E com o aumento da renda verificado nos últimos três anos, pelo menos, os brasileiros estão viajando mais.

Em 2005, cerca de 51 milhões de brasileiros percorreram o País durante o ano. Foram 138,7 milhões de viagens, de acordo com informações da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). A expectativa é de que, em 2008, o número de brasileiros com o pé na estrada chegue a 53 milhões, em cerca de 145 milhões de viagens.

A baixa temporada no Brasil, que começa em agosto e vai até o fim de novembro em boa parte dos destinos, é um convite para quem deseja gastar menos. "Os casais sem crianças e assalariados conseguem tirar férias nos meses de agosto e setembro. Geralmente, são eles que mais aproveitam os preços baixos da baixa temporada", explica o economista Marcos Crivelaro, da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap).

O economista estima que os preços caiam entre 20% e 30% quando o destino for as cidades brasileiras. Ao fechar pacotes, é possível ainda parcelar em várias vezes. "Nesse caso, a pessoa deve parcelar em até seis vezes. Se a pessoa puder pagar três parcelas antes da viagem e outras três depois, melhor ainda. Assim, ela não fica tão apertada. Além disso, é preciso lembrar que, no destino, o consumidor faz mais compras."

O agente de trânsito Paulo Sala, de 41 anos, fechou esta semana um pacote de viagens para Porto Seguro (BA). "Costumo tirar férias em agosto, justamente porque os preços são mais baixos", disse.

Aproveitando a facilidade de pagamento, Sala parcelou a compra em dez vezes. "Ano passado fui para Ubatuba, mas agora quero ir para Porto Seguro", contou o agente de trânsito. "No futuro, quero ainda conhecer as Cataratas do Iguaçu e a Amazônia."

Lá fora

Quem sonha em sair do Brasil deve se informar sobre os destinos. Embora a baixa temporada reduza os preços dentro do País, alguns destinos internacionais podem até ficar mais caros. Esse é o caso de países como Itália, França, Inglaterra e Portugal - os destinos preferidos dos brasileiros que querem conhecer a Europa. "Os meses de setembro e outubro se transformaram em temporada para os europeus. nos últimos anos. Os hotéis ficam mais cheios, e os preços dos pacotes sobem cerca de 10%", diz Michael Barkoczy, da CVC.

Outros destinos bastante procurados pelos brasileiros, como o Buenos Aires (Argentina) e Santiago (Chile), não apresentam variações significativas de preços. "Essas cidades da América Latina têm uma constância de turistas o ano inteiro. Por isso, os preços são estáveis", explica Barkoczy. "No Peru, no entanto, os valores também caem cerca de 10% em agosto, setembro e outubro."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG