SÃO PAULO - As incertezas em relação ao futuro da economia mundial mantiveram os mercados asiáticos no campo negativo nesta quarta-feira. As bolsas da região fecharam mais uma vez em queda, com os investidores temendo uma nova recessão global.

No Japão, o índice Nikkei 225 da bolsa de Tóquio cedeu 1,96%, para 2.141,07 pontos, enquanto em Hong Kong, o índice Hang Seng teve queda de 0,59%, aos 20.128,99 pontos. Na bolsa de Xangai, o Shanghai Composite recuou 1,18%, para 2.398,37 pontos e, na bolsa de Taipé, o Taiwan Taiex caiu 1,27%, para 7.329,37. O índice Kospi, da bolsa de Seul, registrou 0,55% de perda e, na Austrália, o S & P/ASX 200 da bolsa de Sydney voltou 1,02%, para 4.301,50 pontos. Depois de revisar para baixo seu indicador de perspectiva para a economia chinesa, o instituto de pesquisa Conference Board informou que a confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu drasticamente em junho, anulando as melhoras dos meses anteriores. O índice recuou para 52,9, ante os 62,7 do mês anterior, número que também foi revisado para baixo, com um aumento na quantidade de famílias que afirmam ter dificuldade para em conseguir emprego. Entre os investidores, fica a expectativa da divulgação dos dados de emprego nos Estados Unidos, que saem na próxima sexta-feira. Antes disso, porém, o mercado avalia os números de postos de trabalho no setor privado, que serão divulgados nesta manhã. (Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.