Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Temor de corte na produção breca tendência de queda do petróleo

SÃO PAULO - O preço do petróleo retomou a trajetória de alta nesta sexta-feira diante de especulações de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pretende reduzir o nível de sua produção. Ontem, o cartel anunciou que anteciparia para a próxima sexta-feira, dia 24, uma reunião que anteriormente estava marcada para 18 de novembro.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o próximo mês de Nova York fechou valendo US$ 71,85, com alta de US$ 2. O contrato para dezembro subiu US$ 1,87, para US$ 72,13. Em Londres, o barril de Brent para dezembro fechou valendo US$ 69,60 com valorização de US$ 1,76. O vencimento para o mês seguinte subiu US$ 1,66, para US$ 71,19.

Ontem, o petróleo foi negociado abaixo de US$ 70 em Nova York, no menor nível registrado em 14 meses. Com a desaceleração da economia mundial os estoque elevados derrubaram o preço do barril em mais de 50% desde julho, quando o produto atingiu seu nível mais alto, aos US$ 147. A situação dos estoques pôde ser avaliada ontem, no relatório do Departamento de Energia dos EUA, que informou que as reservas locais subiram em 5,6 milhões de barris na semana passada em relação à anterior, totalizando 308,2 milhões de barris.

O encontro emergencial dos 12 países membros da OPEC terá o objetivo de analisar a crise financeira e o seu impacto na economia mundial. Com a reunião acontecendo três semanas antes do agendado, analistas estimam que o ciclo de fortes baixas provavelmente chegou ao fim.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG