Sydney, 5 nov (EFE).- A Australia Broadcasting Corporation (ABC), que reúne a rádio e a televisão estatal do país, formará cidadãos das zonas rurais australianas para que aprendam a produzir conteúdos jornalísticos e para que possam divulgá-los, informou hoje o diretor-gerente da cadeia, Mark Scott, em Sydney.

Scott fez as declarações durante um simpósio sobre jornalismo digital e revelou seu plano para que a própria audiência distribua informação por meio de redes sociais.

"É um papel vital da "ABC": construir novas relações com nossas audiências e buscar novas oportunidades de colaboração e conversa", disse Scott em referência ao projeto, que terá início no ano que vem.

Trata-se, segundo ele, "de educar os australianos para que encontrem sua própria informação", e isso "beneficiará outros meios de comunicação do país quando mais e mais pessoas aprenderem como participar do uso de meios digitais".

O projeto da "ABC", opinou por outro lado a colunista Caroline Overington, do jornal "The Australian" - propriedade da News Corp, do magnata Rupert Murdoch -, tem o potencial de destruir a capacidade de concorrência das organizações privadas que, ao contrário da companhia estatal, não são financiadas por dinheiro público.

O debate sobre o uso das redes sociais e dos blogs no futuro jornalismo, com projetos como o exposto por Scott, provocou reflexões como a da presidente da Fundação do Jornalismo para o Interesse Público, Margaret Simmons, que assegurou que "o jornalismo deixará de ser uma profissão no futuro para se transformar em uma prática".

Simmons assegurou que "há partes do jornalismo que deixarão de ser feitas, mas que surgirão outras novas". EFE mg/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.