A Telesp (Telefônica) elevou o preço da oferta pública voluntária para aquisição de até 100% das ações da GVT a R$ 50,50 por ação. No dia 7 de outubro, a empresa anunciava OPA pelo preço de R$ 48,00 por papel, com pagamento em dinheiro, o que daria um investimento total de aproximadamente R$ 6,5 bilhões.

O fato relevante divulgado há pouco não detalha se o valor final se altera. A quantidade total de ações da GVT, como consta no site da empresa, é de 128.484.338, o que multiplicado por R$ 50,50 dá R$ 6,488 bilhões.

O edital da OPA com o novo preço será publicado amanhã nos jornais.

"O novo preço foi baseado nas informações adicionais a respeito da GVT resultante dos excelentes resultados por ela apresentados no terceiro trimestre deste ano, o que permitiu à Telesp confirmar suas perspectivas em relação aos fundamentos de longo prazo da GVT, tendo formado uma convicção ainda maior da potencial geração de valor resultante da combinação das operações da GVT e da Telesp", diz o comunicado.

Ontem, a GVT informou a dispensa por seus acionistas da aplicação de mecanismos de proteção de dispersão da base acionária ("poison pill"), o que facilita a venda da companhia. Está na disputa também a francesa Vivendi, que ofereceu em setembro R$ 42 por ação da GVT. Agora, uma nova proposta deverá ser lançada pelo preço mínimo de R$ 53,03, o equivalente a 5% da nova oferta da Telefônica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.