Tamanho do texto

O presidente da Telefônica, Antônio Carlos Valente, anunciou há pouco, em entrevista coletiva, que a empresa investirá, em 2009, R$ 2,4 bilhões no Brasil. Esse volume de recursos é 20% superior aos investimentos de 2008, que foram da ordem de R$ 2 bilhões.

"Estamos mantendo o nosso programa de investimentos. Para que a visão estratégica seja alcançada, é preciso investir", disse Valente.

Ele considerou as projeções de crescimento do PIB de 2% e reiterou que, mesmo com os reflexos da crise financeira internacional, é necessário manter o ritmo de aportes para ampliar os serviços prestados pelo grupo. A prioridade é investir em redes de banda larga, mas também haverá investimentos nos setores de telefonia e TV por assinatura.

Valente disse que o Brasil representa 16% do faturamento mundial do grupo Telefônica, que tem sede na Espanha. A América Latina, como um todo, corresponde a 35% do faturamento. Segundo ele, as empresas do grupo na América Latina são vistas como "motor de crescimento do grupo".

Ele não fez previsões, mas admitiu a possibilidade de que haja uma elevação na participação do Brasil no faturamento total, uma vez que as perspectivas econômicas da Europa são mais pessimistas que as de países em desenvolvimento como o Brasil.

Valente não detalhou o volume de investimentos de 2009 por segmento. Ele disse que esses dados constarão do balanço de 2008 que a empresa deverá anunciar ainda neste mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.