O serviço de banda larga popular da Telefônica terá velocidade de 250 kilobytes por segundo, pouco acima do piso da faixa de 200 kilobytes por segundo a 1 megabyte por segundo definida pelo governo do Estado de São Paulo para a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Conforme o decreto assinado hoje pelo governador José Serra (PSDB), as operadoras terão de cobrar até R$ 29,80 pelos planos de internet popular nessa faixa de velocidade.

O pacote da Telefônica começa a ser vendido em 9 de novembro, pelo valor fixo de R$ 29,80 mensais e inclui modem, instalação e provedor. O consumo é ilimitado, sem cotas, e a cobrança é feita diretamente na conta de telefone. A Telefônica preferiu não fazer comentários sobre o plano, mas enviou breve comunicado sobre as características do produto popular. Segundo a empresa, o plano estará disponível para 501 cidades do Estado, o que corresponde a 95% da população paulista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.