O presidente da Telefonica no Brasil, Antônio Carlos Valente, quer que a empresa tenha o direito de atuar como operadora móvel virtual, com a sua marca, dentro do modelo MVNO (Mobile Virtual Network Operator). Além disso, ele deseja que a Vivo, operadora móvel controlada por Telefonica e Portugal Telecom, possa lhe fornecer os serviços de uso de sua rede.

Segundo informou hoje, a Telefonica enviou uma contribuição neste sentido para a consulta pública da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sobre a regulação de MVNO, que terminou ontem.

A proposta original da Anatel não permite às operadoras tradicionais fixas usarem a rede de suas coligadas para funcionarem como operadoras móveis virtuais. Valente pediu para a Anatel "olhar na totalidade essa possibilidade" de utilização do MVNO. "A gente não deve fazer a sociedade ficar esperando por soluções quando já existe tecnologia", disse.

Valente argumentou ainda que precisa haver no Brasil "aplicação eficiente do espectro". Com o modelo de MVNO, a operadora virtual não precisaria ter uma nova faixa de espectro, mas apenas pagar pelo uso do espectro de outra empresa.

Copa do Mundo

O executivo também afirmou que a Telefonica vai colaborar com a Oi para que a infraestrutura de telecomunicações da Copa do Mundo de 2014 seja bem sucedida. O comentário foi feito em resposta a uma questão sobre se a Telefonica alugaria sua rede em São Paulo para a Oi durante a Copa do Mundo de 2014. A Oi divulgou ontem que foi escolhida para fornecer infraestrutura de telecomunicações para o evento em todas as 12 cidades que serão sedes da Copa. "Faremos o que eles entenderem que é preciso, para ajudar o Brasil. O sucesso do evento é o mais importante", afirmou.

Valente previu ainda que o projeto de banda larga popular em São Paulo chegue a entre 60 mil e 100 mil clientes até o fim do ano. Em apresentação no Movilforum Latinoamerica 2010, evento promovido por Telefonica e Vivo, ele lembrou que, "há dois dias, a Anatel anunciou que há 177 milhões de aparelhos móveis no Brasil". A Vivo tem cerca de 30% desse mercado.

O executivo afirmou que a operadora tem aproximadamente 65 milhões de usuários, sendo 51 milhões referentes aos serviços móveis e 14 milhões de telefonia fixa, serviço de banda larga e TV por assinatura. "O Brasil é o país com maior número de clientes da Telefonica no mundo. Temos forte compromisso com o Brasil", disse. Os investimentos da companhia planejados para 2010 no País somam R$ 5 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.