Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Telefónica espera boas perspectivas na América Latina apesar de crise

Madri, 5 nov (EFE).- A Telefónica acredita nas boas perspectivas dos países latino-americanos, pois, apesar de o crescimento econômico desacelerar um pouco, a região conta com um consumo interno mais consolidado que lhe permitirá enfrentar melhor a conjuntura econômica atual.

EFE |

Segundo explicação dada hoje pelo executivo-chefe da Telefónica Internacional, José María Álvarez-Pallete, o crescimento econômico é um "bem pequeno" em épocas de crise e a previsão é que o Produto Interno Bruto (PIB) destes países cresça em torno de 4% ao ano, além das "boas oportunidades para investimentos" que oferecem.

Em declarações à imprensa após receber o Prêmio Latino-americano à Responsabilidade Social Corporativa do Fórum Ecumênico Social da Argentina, Álvarez-Pallete elogiou o trabalho realizado por alguns países da América Latina em "momentos de auge" para melhorar suas estruturas econômicas.

México, Brasil, Chile, Peru já contam com "investment grade" (grau de investimento recomendada pelas agências internacionais), afirmou o diretor.

Além disso, acrescentou que nos últimos anos se cresceu com uma repartição mais eqüitativa da riqueza, o que consolidou um maior consumo interno e lhes dá um modelo mais sustentável para superar esta crise.

Álvarez-Pallete apontou o exemplo que do Brasil, onde há mais famílias de classe média que pobres.

"Após se alimentar o povo quer se comunicar. Caso se distribua bem a riqueza, quando mais gente melhorar seu poder aquisitivo mais se gastará em telecomunicações", concluiu. EFE nca/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG