Tamanho do texto

Barcelona, 17 fev (EFE).- O presidente da companhia espanhola Telefónica, César Alierta, se declarou hoje convencido de que as empresas do setor de telecomunicações emergirão desta crise como as vencedoras.

No Congresso Mundial de Celulares realizado na cidade espanhola de Barcelona, Alierta afirmou que este setor "é em parte uma solução para o problema da crise pela capacidade para gerar produtividade" em outras áreas econômicas.

"Nós somos um setor em crescimento e podemos catalisar a reconversão que se deve enfrentar", declarou Alierta.

Segundo o presidente da Telefónica, "nosso setor continua crescendo de uma forma muito forte, oferecendo verdadeiro valor ao cliente. Só o acesso a celulares cresceu acima de 10% no mundo todo".

A base para continuar esta progressão deve ser "a extensão da banda larga para o setor residencial, para as empresas e para as administrações", acrescentou.

No entanto, Alierta afirmou que serão necessários outros fatores como a "estabilidade regulatória" e que sejam aplicadas economias "keynesianas" que "apóiem o desenvolvimento das infraestruturas em telecomunicações no mundo todo com estímulos fiscais".

O executivo-chefe mundial da Vodafone, Vittorio Colao, se perguntou no mesmo fórum se o setor é imune, se resiste ou se está atingido pela crise econômica.

Colao afirmou que, para transformar a crise em uma oportunidade, as operadoras deverão apresentar valor com chaves como a velocidade, a confiança e a facilidade de uso.

Também afirmou que o setor tem "a necessidade de buscar a colaboração inteligente" entre as operadoras, os fabricantes e os elaboradores de soluções, o contrário, na sua opinião, de criar "ilusões bobas" que depois não são cumpridas. EFE ml/fal