Tamanho do texto

Madri, 13 out (EFE).- A Telefónica informou hoje que aumentou em 10% o preço da oferta pública de aquisição (opa) que lançou para comprar 55,1% da Companhia de Telecomunicações do Chile (CTC) e ampliou para 30 de outubro o prazo de aceitação da mesma.

Estas mudanças são por conta de que várias Administradoras de Fundos de Previdência (AFP), titulares de mais de 10% da empresa chilena, apóiem a modificação dos estatutos sociais à qual estava condicionada a opa, destinada a aumentar o limite de 45% do capital que pode ter um único acionista.

No dia 7 de outubro, a junta extraordinária de acionistas da CTC rejeitou tal modificação com a oposição, entre outros, da AFP Capital, AFP Cuprum e AFP Provida, que pediam uma melhora da oferta.

Segundo a Telefónica comunicou hoje, as três firmas solicitaram à direção da CTC que se forme uma nova junta extraordinária de acionistas para aprovar a modificação estatutária, com a condição de que a Telefónica melhore sua oferta. EFE atm/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.