Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Telecom Italia quer cortar vagas e ativos, mas mantém TIM Brasil

SÃO PAULO - A Telecom Italia avisou nesta quarta-feira que irá eliminar 4 mil empregos na Itália entre 2009 e 2011, além do plano existente de cortar 5 mil postos de trabalho até 2010. Também reconheceu que poderá vender 3 bilhões de euros em ativos não-estratégicos, sendo que a operadora no Brasil, a TIM, está fora dessa medida.

Valor Online |

Aliás, pelo seu novo plano de negócios, a Telecom Italia considerou seu mercado doméstico e o Brasil como os principais focos estratégicos. O grupo, que tem uma dívida superior a 30 bilhões de euros, indicou que seguirá com a iniciativa de redução de seu endividamento.

A companhia acredita ainda que as vendas de 2009 ficarão em linha com os ingressos deste exercício. Em março, tinha previsto um crescimento de 1% a 2% para a receita do próximo ano, excluindo variação cambial, aquisições e vendas de ativos.

Matéria publicada hoje pelo Valor reportou que a discussão sobre a possível venda da TIM Brasil tinha ficado de fora da reunião do conselho de administração da Telecom Italia, realizada ontem em Milão, recordando que rumores sobre a venda da TIM à Telefónica ressurgiram na semana passada. Segundo reportagem publicada pelo jornal italiano "Il Sole 24 Ore", a hipótese seria discutida nessa terça-feira.

A Telecom Italia divulgou nota à imprensa, na tarde de ontem, desmentindo "qualquer negociação em relação a eventuais operações de venda" da subsidiária brasileira de telefonia móvel. Também ficou decidida a manutenção dos investimentos programados para o país nos próximos três anos.

(Valor Online, com Valor Econômico e agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG