Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Telecentros devem continuar

Telecentros devem continuar Por Rodrigo Martins São Paulo, 29 (AE) - E os telecentros? Como irão ficar agora que os candidatos apostam em conexão para o PC do cidadão? Os seis prometem continuar a investir nesses centros. Marta Suplicy (PT) planeja ampliar a rede de telecentros para quem ainda não tem PC.

Agência Estado |

Mas esses pontos terão outro perfil, diz. "Devem oferecer mais que uso livre e cursos de informática básica. É preciso ter novas possibilidades de capacitação e expressão cultural."
O candidato Geraldo Alckmin (PSDB) promete dobrar o número de telecentros - hoje são 283 - e abrir os laboratórios de informática das escolas para a comunidade. "Uma das vantagens dos telecentros é reunir os jovens da comunidade em um mesmo espaço."
Para o prefeito e candidato Gilberto Kassab (DEM), os telecentros ainda são prioridade. Ele promete ampliar a rede para 600 pontos. "Nos telecentros, a população tem acesso a cursos de informática gratuitos, a oficinas de preparação para o mundo do trabalho e até mesmo ao computador, coisa que a maioria da população ainda não tem."
Paulo Maluf (PP) promete mais telecentros em toda a cidade. "(Mas) ainda não tenho detalhes."
Soninha Francine (PPS) planeja abrir pontos 24 horas, mas prevê que o modelo esteja se esgotando. "Há lan houses por R$ 1 em todos os cantos. Talvez daqui a algum tempo não precise mais criar."
Já Ivan Valente (PSOL) planeja triplicar a rede. "Hoje, são poucos para uma demanda enorme na periferia."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG