SÃO PAULO - A Telco, holding que detém o controle acionário da Telecom Italia, classificou hoje como infundada a decisão anunciada na última sexta-feira pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que determinou a realização de oferta pública para aquisição das ações pertencentes aos minoritários da TIM Participações, braço da operadora italiana no Brasil. Em comunicado distribuído ao mercado, a Telco informou que após consulta fechada com assessores internos, se reserva o direito de tomar todas as medidas que entender apropriadas, o que dá a entender que a holding deverá mesmo recorrer da decisão da CVM.

Na avaliação da autarquia brasileira, existiu mudança de controle acionário na transação em que a Telco, capitaneada pela Telefônica, adquiriu, em abril de 2007, a participação da Olimpia, controlada pela Pirelli, no capital da Telecom Italia.

Segundo a CVM, uma série de análises feitas desde a época do negócio atestaram que era mesmo a Olimpia quem tomava as decisões no conselho de administração da operadora italiana, e que sua venda para outro grupo configurou, sim, troca de controle acionário, o que obriga a oferta aos minoritários, segundo a legislação brasileira.

(Murillo Camarotto | Valor Online e Talita Moreira | Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.