O empresário Eike Batista antecipou nesta quarta-feira o anúncio de um investimento de US$ 15 bilhões que o grupo ítalo-argentino Techint deve fazer na construção de uma siderúrgica destinada à construção de tubos de aço para a indústria do petróleo. A nova empresa será instalada no Terminal Porto do Açu, que o grupo EBX está construindo em São João da Barra, no norte Fluminense.


Segundo o empresário, o anúncio deve ser feito pela empresa ainda esta semana e a capacidade inicial de produção seria de 10 milhões de toneladas anuais a partir de 2012.

A Techint é um conglomerado com receitas anuais de US$ 19,8 bilhões, 51,6 mil empregos diretos e ativos de US$ 24,5 bilhões. Além da área siderúrgica, atua em engenharia e construção e exploração e produção de petróleo. Em siderurgia, tem duas holdings: a Tenaris, que controla empresas de tubos de aço em cinco países, e a Ternium, voltada para aços planos e longos, com fábricas em dez países.

Eike afirmou ainda que uma segunda siderúrgica também está prestes a anunciar investimentos de US$ 6 bilhões para instalar uma fábrica com capacidade de seis milhões de toneladas anuais após 2011. O empresário não quis revelar o nome do investidor.

O empresário também afirmou que outros investidores estão interessados no projeto de construção de um duto de minério de ferro que vai somar mais US$ 5 bilhões.

"Temos pelo menos 30 memorandos assinados com empresários que pretendem se instalar no local", afirmou, comemorando a licença ambiental prévia para a instalação de uma usina termelétrica na área do Porto do Açu.

A usina terá capacidade inicial de 1,1 mil megawatts (MW) e deve chegar a 9,6 mil MW em 2017. "A usina terá 65% da capacidade do Complexo do Rio Madeira", ressaltou o empresário, em cerimônia realizada no Palácio Guanabara.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.