F - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Taxas de juros sustentam tendência e fecham em baixa na BM F

SÃO PAULO - Os contratos futuros de Depósitos Interfinanceiros (DIs) reforçaram a trajetória de baixa observada nos pregões desta semana e, ainda que a liquidez tenha sido ainda menor do que nos últimos dias, os agentes avaliam que essa tendência continua coerente com as apostas do mercado de redução de juros para breve. O contrato de juros com vencimento em janeiro de 2010 fechou estável, a 12,28% ao ano. O vencimento para janeiro do ano seguinte encerrou a 12,40%, em queda de 0,07 ponto percentual e o DI para janeiro de 2012 cedeu 0,04 ponto para uma taxa anual de 12,63%.

Valor Online |

Entre os vencimentos mais curtos, janeiro de 2009 encerrou a 13,48% ao ano, com recuo de 0,04 ponto percentual. Fevereiro do ano que vem caiu 0,02 ponto, para 13,37%. Julho de 2009 projetou juro a 12,72%, com declínio de 0,03 ponto percentual.

Até as 16h20, antes do ajuste final de posições, foram negociados 126.010 contratos, equivalentes a R$ 11,08 bilhões (US$ 4,67 bilhões). O vencimento de janeiro de 2010 foi o mais negociado, com 46.175 contratos, equivalentes a R$ 4,11 bilhões (US$ 1,73 bilhões).

O vice-presidente de Tesouraria do Banco West LB, Ures Folchini, acredita que as taxas de juros continuam refletindo apostas contínuas em corte de juros. Desde a divulgação do relatório trimestral de inflação do Banco Central, na segunda-feira, os agentes estão reforçando as apostas de que o corte de juros ocorrerá já em janeiro, com diminuição entre 0,25 ponto e 0,50 ponto percentual.

"Já há contratos que permitem notar a discussão em torno de um corte de magnitude maior, entre 0,50 ponto e 0,75 ponto percentual", diz, lembrando que não se discute mais uma eventual manutenção da taxa. "O mundo inteiro está cortando (os juros)", lembra o executivo.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG