Apesar da alta, número de pessoas recebendo o benefício de auxílio-desemprego caiu 30,9 mil em maio

O número de pessoas no Reino Unido que pediram auxílio-desemprego em maio caiu mais do que o esperado, mas o volume de desempregados no acumulado de três meses até abril subiu, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira no país.

Segundo o Escritório para Estatísticas Nacionais, o número de pessoas recebendo o benefício de auxílio-desemprego caiu 30,9 mil em maio para 1,48 milhão, o quarto mês seguido de retração. A taxa de desemprego correspondente subiu 0,1 ponto porcentual para 7,9%.

A taxa relativa ao número de pessoas que recebem o auxílio-desemprego, mas que continuam procurando emprego, caiu 0,1 ponto porcentual para 4,6%, a menor taxa desde abril de 2009, quando estava em 4,6%. Os números são significativamente inferiores as previsões dos economistas, que esperavam queda de 20 mil nos pedidos em maio e uma taxa de 4,7%. Entretanto, a medida mais ampla da Organização Internacional do Trabalho de desempregados subiu 23 mil, para 2,47 milhões em três meses até abril, em relação a três meses até janeiro. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.