SÃO PAULO - A taxa de desemprego na zona do euro se situou em 10% em março, a mesma leitura registrada um mês antes, mas superior aos 9,1% verificados um ano atrás. Na União Europeia, o indicador ficou em 9,6% em março, também sem mudança em relação à leitura de fevereiro, mas acima dos 8,5% do terceiro mês de 2009.

A agência de estatísticas Eurostat prevê que 23,130 milhões de pessoas estavam desempregadas na União Europeia no mês passado, sendo 15,808 milhões nesta condição na região do euro. Perante fevereiro, o contingente de pessoas desocupadas aumentou em 123 mil no bloco europeu e em 101 mil na zona do euro. Em relação a março de 2009, o desemprego avançou, respectivamente, em 2,546 milhões de pessoas e em 1,389 milhão de pessoas. Os menores níveis de desocupação foram observados na Holanda (4,1%) e Áustria (4,9%). Na outra ponta, as taxas mais altas ficaram com Letônia (22,3%) e Espanha (19,1%). (Juliana Cardoso | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.