Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

TAM perde R$ 112,7 milhões no terceiro trimestre

Rio de Janeiro, 10 nov (EFE).- A TAM anunciou hoje que sofreu um prejuízo de R$ 112,7 milhões (US$ 53,2 milhões) no terceiro trimestre de 2008, contra lucros de R$ 48,5 milhões (US$ 22,9 milhões) obtidos no mesmo período do ano passado.

EFE |

A empresa, que conseguiu aumentar receita, vôos, vendas e número de passageiros transportados, além de sua liderança no mercado brasileiro, atribuiu as perdas a problemas provocados pela crise financeira internacional, principalmente à desvalorização do real em relação ao dólar.

A moeda americana aumentou em 68,2% as despesas com combustível para aviões, do qual é o padrão monetário internacional.

O preço atual ainda não reflete a queda da cotação internacional do petróleo.

O resultado do trimestre fez com que a empresa passasse a acumular perda nos nove primeiros meses.

Segundo o balanço divulgado hoje, a TAM perdeu entre janeiro e setembro R$ 59,9 milhões (US$ 28,3 milhões), enquanto, no mesmo período de 2007, lucrou R$ 79,1 milhões (US$ 37,3 milhões).

Apesar disso, o resultado líquido de exploração (Ebit) da companhia aérea aumentou 41% nos nove primeiros meses do ano, alcançando R$ 251,6 milhões (US$ 118,7 milhões).

Da mesma forma, o lucro sem contar juros, impostos e amortizações (Ebitda) chegou a R$ 355,1 milhões (US$ 167,5 milhões), com um crescimento de 36% em relação aos nove primeiros meses de 2007.

A receita líquida nos primeiros nove meses do ano aumentou 30,35%, chegando a R$ 7,9681 bilhões (US$ 3,7585 bilhões).

Esses resultados foram possíveis devido ao aumento da participação da TAM no mercado doméstico brasileiro, de 49,2% no terceiro trimestre do ano passado para 52,4% de julho a setembro deste ano.

A participação da empresa no mercado internacional brasileiro também cresceu, de 69,2% a 75,8%, no mesmo período.

A TAM transportou 23,1 milhões de passageiros nos nove primeiros meses de 2008 contra 20,6 milhões no mesmo período de 2007.

No terceiro trimestre, o número de passageiros aumentou de 6,7 milhões em 2007 a 7,8 milhões em 2008. EFE cm/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG