Tamanho do texto

O terremoto de 6,4 graus que atingiu Taiwan na noite de ontem (manhã desta quinta-feira, no horário da ilha) prejudicou temporariamente as operações de diversas companhias do setor de tecnologia. Taiwan abriga algumas das maiores fabricantes de chips sob contrato do mundo, que são importantes fornecedoras para empresas ocidentais.

A líder mundial nesse setor, Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), disse que a produção de peças semicondutoras em suas linhas em Tainan foi interrompida. "Nossas fábricas em Tainan foram evacuadas e os trabalhadores estão agora voltando lentamente", disse o porta-voz J.H. Tzeng. A companhia avalia se houve algum dano em seus equipamentos.

"As taxas de retorno das fábricas serão afetadas", disse o analista Rick Hsu, da Nomura International. Ele estima que o problema vai diminuir a receita da companhia em 1% no segundo trimestre.

Já a Advanced Semiconductor Engineering, maior companhia do mundo em operações de testes e empacotamento de chips, disse que retomou as operações em 19 unidades em Kaohsiung após os trabalhadores terem sido temporariamente interrompidos. "Nós paralisamos nossas operações por menos de uma hora e evacuamos nossas fábricas", disse o porta-voz Allen Kan. O grupo ainda avalia se haverá prejuízo financeiro e está inspecionando seus equipamentos.

A Chi Mei, segunda maior fabricante global de painéis planos em receita, retomou a maior parte de suas operações depois de tê-las paralisado e de evacuar suas fábricas em Tainan. "Uma pequena porção de nossas linhas de produção não reiniciou suas operações ainda, mas estamos fazendo reparos e esperamos retomá-la em um ou dois dias", disse Chen.

Outras grandes empresas do setor de tecnologia, como a AU Optronics, maior concorrente da Chi Mei, e a United Microelectronics, rival da TSMC, afirmaram que o sismo não teve impacto imediato sobre suas operações. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.