Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Taiwan enfrenta erro semelhante ao bug do milênio com chegada do centenário

Pelo menos 232 famílias do distrito de Yilan e outras 222 na aldeia de Yungan receberam exorbitantes contas de luz

EFE |

A ilha de Taiwan, que conta os anos a partir da fundação da República da China, em 1911, enfrenta às vésperas da festa do centenário uma falha nos computadores similar ao que ficou conhecido como bug do milênio, que exigiu uma atualização emergencial de milhares de softwares.

Batizado bug do centenário, o problema é semelhante ao que enfrentamos no início do século: com a aproximação do centenário no calendário da ilha e com os softwares marcando os anos com apenas dois dígitos, a virada fará os computadores retrocederem ao nosso equivalente a 1900. Alguns efeitos já começaram a surgir nos sistemas desatualizados, que ainda não numeram os anos com três dígitos. Um dos casos aconteceu com um morador do distrito de Yilan, no nordeste da ilha, o senhor Chen-ying, que recebeu na sexta-feira passada uma conta de luz no valor de 3,75 milhões de dólares taiuaneses pelo mês de junho. E esse não foi o único caso. Pelo menos 232 famílias do distrito de Yilan e outras 222 na aldeia de Yungan, ficaram atônitas com as exorbitantes contas de luz, segundo dados da companhia estatal de eletricidade Taipower.

A distribuidora de energia elétrica da ilha reconheceu que a falha nos dois distritos taiuaneses surgiu devido ao bug do centenário e garantiu ter tomado as medidas necessárias. "Em alguns dos nossos escritórios o computador alterou as faturas de junho deste ano, acrescentando números até transformá-las em dívidas multimilionárias", disse a companhia, em comunicado.

A Taipower atualizou os programas de seu computador central e dos da maioria de suas filiais, faltando apenas os dos distritos afetados. "Até o momento, todos os programas de computador da ilha achavam que os anos tinham apenas dois dígitos. Mas com a chegada do centenário taiuanês, tudo ficou de pernas pro ar", disse à Agência Efe o especialista em informática Lin Hui-song, que acha que a falha "pode causar um caos na economia". Vários jornais da ilha vêm advertindo sobre as consequências do bug e reclamam que 10% das instituições do governo ainda não atualizaram seus sistemas.

Outro detalhe é que, com a atualização de todos os escritórios estatais e de companhias financeiras, várias empresas de informática se enriquecerão no mês de agosto, projetando um lucro de até 5 bilhões de dólares taiuaneses com o trabalho. "Há mais de um ano começamos a atualizar nossos programas", disse um funcionário do Instituto de Comércio Exterior, que garante que os números do comércio taiuanês estarão corretos.

A Comissão de Supervisão Financeira, por sua parte, fez um chamado a todos os bancos e financeiras para que façam a atualização de seus programas de computador antes do fim deste mês e que façam os testes necessários. A Previdência Social e os Correios já terminaram as revisões e, por isso, o sistema previdenciário, assim como as entregas postais, não devem apresentar erros.

Leia tudo sobre: taiwantecnologiabug

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG