Taipé, 4 dez (EFE).- O Governo taiuanês anunciou hoje que abrirá o mercado de valores e de futuros a investidores institucionais diretos da China, a fim de reativar a Bolsa de Taipé.

"Esperamos que esta medida atraia mais investimento estrangeiro e ajude a transformar Taiwan em um centro financeiro regional", disse o primeiro-ministro taiuanês, Liu Chao-shiuan, em uma declaração à imprensa.

Pequim ainda não aprovou este tipo de investimento em Taiwan, por isso será preciso esperar antes que se concretizem os investimentos de bancos e outras instituições financeiras chinesas.

Taiwan e China decidiram negociar nos próximos meses um memorando de cooperação financeira, após selar históricos pactos que permitiram o início do transporte aéreo e marítimo direto entre as duas partes.

O presidente taiuanês, Ma Ying-jeou, impulsiona a distensão com a China e reativou as negociações bilaterais interrompidas durante nove anos.

Ma, à parte da cooperação econômica e financeira, espera selar um pacto de paz com a China e conseguir maior espaço de manobra internacional para a ilha. EFE flp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.