Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Tailândia tem mais um aeroporto fechado por protestos antigoverno

SÃO PAULO - As autoridades tailandesas fecharam outro aeroporto devido a novos protestos do grupo oposicionista nesta quinta-feira. Depois de a Aliança Popular pela Democracia (APD) ter fechado ontem o aeroporto internacional de Bangcoc, o Suvarnabhumi, um dos maiores da Ásia, os manifestantes também bloquearam hoje o terminal do aeroporto doméstico de Don Mueng, que costuma receber alguns vôos desviados de Suvarnabhumi.

Valor Online |

A idéia é impedir que os ministros embarquem rumo ao norte do país, onde se encontrariam com o primeiro-ministro Somchai Wongsawat e fariam uma reunião de urgência para definir os rumos da crise política do país.

O governo já estuda declarar estado de exceção em Bangcoc. O porta-voz do executivo tailandês, Nattawut Sai-kua, sinalizou que também levaria em conta outras medidas baseadas nas leis para tentar conter os protestos.

O grupo oposicionista APD exige a renúncia incondicional do primeiro-ministro por considerá-lo muito próximo de seu cunhado, o ex-primeiro ministro Thaksin Shinawatra, deposto em 2006.

Ontem, o chefe do exército tailandês pediu a Somchai Wongsawat que renunciasse para minimizar as consequências da crise no país. Um porta-voz do governo reafirmou que o premiê não vai deixar o cargo, conquistado democraticamente.

Os protestos da oposição que começaram há três meses atrás, paralisaram o governo, desgastaram o marcado financeiro, espantaram investidores estrangeiros e causaram sérios prejuízos econômicos Tailândia por prejudicar o turismo, uma de suas maiores fontes de renda.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG