Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Suzuki corta o salário de funcionários fixos pela 1ª vez em mais de 30 anos

Tóquio - A empresa japonesa Suzuki Motor cortará parcialmente o salário de seus funcionários fixos pela primeira vez em mais de 30 anos a partir de fevereiro, quando suspenderá a produção de veículos em cinco de suas fábricas do Japão.

EFE |

Segundo a agência local "Kyodo", fontes da companhia japonesa não quiseram revelar a quantia exata de cortes, mas disseram que a medida será adotada em resposta à queda da demanda de automóveis por causa da crise econômica global.

A empresa japonesa anunciou este mês seus planos de suspender a produção de veículos em fevereiro entre três e oito dias de trabalho em cinco de suas fábricas japonesas, mais tempo do que o previsto inicialmente.

A fábrica de Sagara, na província de Shizuoka (centro), suspenderá a montagem de automóveis durante oito dias, assim como a produção de alguns motores entre sete e oito dias.

Na mesma província, a fábrica de Iwata paralisará a produção de veículos durante sete dias.

Além disso, a produção de motos da Suzuki em uma fábrica de Aichi e duas de Shizuoka também serão paralisadas durante três dias em fevereiro.

O objetivo da companhia com esta iniciativa é reduzir a produção destinada às exportações.

As vendas de veículos novos no Japão alcançaram em 2008 o seu pior nível desde 1974, pouco depois da primeira crise do petróleo, segundo a Associação de Vendedores de Automóveis japonesa.

Leia tudo sobre: emprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG