BRASÍLIA - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Menezes Direito, acabou de negar o pedido de adiamento do depoimento do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz. Assim, Protógenes terá de comparecer à Câmara, às 14h30, onde tem depoimento marcado na Comissão Parlamentar das Escutas Telefônicas Clandestinas, como testemunha.

O delegado foi o responsável pelas investigações da Operação Satiagraha. O advogado de Protógenes, Renato Andrade, entrou ontem com o mandado de segurança pedindo uma liminar para adiar o depoimento, sob a justificativa de que o delegado está fazendo um curso de aperfeiçoamento na Academia de Polícia Federal e não são admitidas faltas.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.