Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Queda da demanda chinesa foi principal razão para corte, diz Agnelli

SÃO PAULO - O presidente da Vale, Roger Agnelli, revelou hoje que a redução da demanda chinesa foi a principal razão para o corte de 30 milhões de toneladas anuais na produção de minério de ferro da companhia. De acordo com Agnelli, o crescimento do país asiático deve desacelerar de 12% para 8% em função da crise internacional, afetando empresas exportadoras para o mercado chinês.

Agência Estado |

Na prática, portanto, será feito um superávit primário de 4,3%.

"Não há mudança em relação à meta de superávit primário. O ministro Paulo Bernardo (do Planejamento) está certo. Teremos um superávit de 3,8%. Só que tem mais 0,5% do Fundo Soberano", disse o ministro.

Leia mais sobre superávit primário

Leia tudo sobre: superávit primário

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG