O setor público argentino registrou em junho um superávit fiscal primário de 2,649 bilhões de pesos (868,6 milhões de dólares), o que representa uma alta de 15,1% em relação ao mesmo período de 2007, informou nesta segunda-feira o ministério da Economia.

O ministro da Economia, Carlos Fernández, assinalou que com a alta de junho o superávit teve um avanço de 20,609 bilhões de pesos, ou 48%, no primeiro semestre do ano, em relação ao mesmo período de 2007.

Os dados de junho revelam uma desaceleração da arrecadação de impostos ligada ao consumo, que sofreu com o conflito de quatro meses entre o governo e os produtores agropecuários.

A Argentina fechou 2007 com um superávit fiscal primário histórico de 8,149 bilhões de dólares, o que equivale a 3,2% do PIB, segundo números oficiais.

jos/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.