O saldo positivo, divulgado pelo Banco Central nesta quinta, também ficou abaixo das expectativas do mercado de R$ 5 bilhões

O superávit primário do setor público consolidado brasileiro caiu para R$ 2,454 bilhões em julho, frente a R$ 3,180 bilhões em igual período do ano passado.

O saldo positivo, divulgado pelo Banco Central nesta quinta-feira, também ficou abaixo das expectativas do mercado de R$ 5 bilhões, segundo a mediana das previsões de 12 instituições financeiras consultadas pela "Reuters".

A apropriação de juros em julho foi de R$ 16,764 bilhões e, com isso, o País teve déficit nominal de R$ 14,310 bilhões.

No mês passado, as contas do governo central foram superavitárias em R$ 613 milhões, os governos regionais tiveram superávit de R$ 748 milhões e as empresas estatais registraram saldo positivo de R$ 1,094 bilhões.

Mais cedo, ao divulgar os dados fiscais do governo central, o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, disse esperar resultados mais fortes a partir deste mês e reiterou que a meta fiscal para 2010 será cumprida sem abatimento dos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O BC informou ainda que a dívida pública líquida ficou em 41,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no mês passado, ante 41,4% do PIB em junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.