Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Superávit do agronegócio sobe a US$ 56,1 bi até novembro

BRASÍLIA - O saldo comercial do agronegócio atingiu superávit de US$ 56,104 bilhões entre janeiro e novembro deste ano, volume 19,9% superior ao observado em igual intervalo de 2007, quando registrou US$ 45,924 bilhões. As exportações foram recordes, no valor de US$ 67,034 bilhões, com alta de 24,6% sobre o ano passado.

Valor Online |

Já a variação das importações foi superior, ficando em 39%, com a marca de US$ 10,93 bilhões.

Dados divulgados pelo Ministério da Agricultura apontam que as vendas externas do agronegócio responderam por quase um terço (30%) da pauta exportadora do país no período, que alcançou cerca de US$ 187 bilhões.

Derivados de soja mantiveram a liderança nas exportações do agronegócio no ano, com US$ 17,29 bilhões e incremento de 59,9% nos onze meses, mas também cresceu a venda de carnes (33,5%), produtos florestais (8,4%), sucroalcooleiros ( 16,3%) e café (21,9%).

A China foi o principal destino, ao ampliar suas importações de produtos agrícolas brasileiros em 72,8% sobre janeiro a novembro do ano passado, com participação de 11,6% no total dos embarques. Países Baixos (Holanda) vem a seguir com participação de 9,2%, e em terceiro os Estados Unidos, com 8,7%. Destacou-se também o forte aumento das vendas para a Venezuela (113%); Tailândia (78%); Arábia Saudita (50,3%); Japão (41,6%) e Rússia (31,2%).

Dados do Ministério mostram que o Brasil também aumentou os gastos com aquisições no exterior de cereais, farinhas e preparações (42,8%), onde o trigo é o ítem principal com incremento de 40,9% sobre o acumulado de 2007 até novembro. Segundo a Agricultura, na verdade a quantidade de trigo importada caiu 9,3%. A questão foram os preços, que se apresentaram 55,4% superiores ao período anterior. As importações de trigo totalizaram 5,6 milhões de toneladas.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG