Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Superávit comercial da UE com os EUA cai 7,6% em maio

Washington, 11 jul (EFE).- O superávit dos países da União Européia (UE) em seu comércio de bens com os Estados Unidos caiu 7,6% em maio e ficou em US$ 7,89 bilhões, informou hoje o Departamento de Comércio americano.

EFE |

O superávit dos cinco primeiros meses deste ano é de US$ 36,84 bilhões, abaixo dos US$ 38,66 bilhões de período similar no ano anterior.

Os países da UE geram por volta de 11% do déficit no comércio exterior de bens dos EUA.

O balanço da Espanha em seu comércio com os EUA reflete um déficit de US$ 10 milhões em maio, frente aos US$ 234 milhões de abril.

Nos cinco primeiros meses deste ano, a Espanha acumulou um déficit de US$ 949 milhões, que contrasta com um superávit de US$ 249 milhões no período similar do ano anterior.

O superávit da Alemanha caiu de US$ 4,43 bilhões em abril para US$ 3,55 bilhões em maio.

No entanto, a Alemanha obteve nos cinco primeiros meses deste ano um superávit de US$ 18,79 bilhões, comparado com um saldo positivo de US$ 17,84 bilhões nos cinco primeiros meses de 2007.

A França registrou em maio um superávit de US$ 637 milhões, abaixo dos US$ 1,21 bilhão de abril.

Entre janeiro e abril, o superávit francês somou US$ 5,48 bilhões, comparado com US$ 4,78 bilhões no período similar do ano anterior.

O Reino Unido passou de um superávit de US$ 90 milhões em abril para um de US$ 171 milhões em maio.

Nos cinco primeiros meses deste ano, o Reino Unido registrou déficit de US$ 62 milhões comparado a um superávit de US$ 422 milhões nos cinco primeiros meses de 2007.

O superávit da Irlanda subiu de US$ 1,83 bilhão em abril para US$ 2,08 bilhões em maio.

No período de cinco meses, o superávit irlandês somou US$ 8,9 bilhões, enquanto foi de US$ 9,71 bilhões o obtido entre janeiro e maio do ano passado.

A Itália, que em abril teve superávit de US$ 1,86 bilhão, registrou em maio um de US$ 1,81 bilhão.

Nos primeiros cinco meses do ano, o superávit italiano somou US$ 8,64 bilhões frente aos US$ 7,83 bilhões de superávit no período similar do ano passado.

O déficit comercial americano foi reduzido inesperadamente em 1,2% em maio, para US$ 59,8 bilhões, diante dos US$ 60,5 bilhões em abril.

Os analistas de Wall Street esperavam que o déficit aumentasse em maio para US$ 62,5 bilhões devido aos elevados preços do petróleo.

As estatísticas publicadas hoje revelam que tanto importações quanto exportações registraram níveis recorde. EFE tb/fh/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG