Com 57 Km de extensão, o Gotthard Base vai cruzar os Alpes suíços e reduzir o tempo de viagem entre Zurique e Milão

Depois de 14 anos de construção e cerca de US$ 10 bilhões em investimentos, as duas pontas do maior túnel do mundo, sob os Alpes suíços, se encontraram nesta sexta-feira.

Todos os dias, 3 mil veículos pesados atravessam os Alpes. Os suíços querem que esse tráfego seja subterrâneo e sobre trilhos.

Para isso, abriram o túnel, batizado de Gotthard Base, de 57 km de extensão. Totalmente plano, ele vai permitir que os trens atinjam velocidades de até 240 km/h.

O tempo de viagem entre Zurique e Milão deve cair das atuais quatro horas para duas horas e meia.

Oito homens morreram na construção que quase foi abandonada diante de uma perigosa instabilidade nas rochas.

Até hoje, o material retirado das escavações poderia construir cinco pirâmides do Egito.
Os primeiros trens só devem atravessar a construção em 2017.

Veja o vídeo:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.