Tamanho do texto

Muita coisa aconteceu no mundo de 1987 até hoje. Guerras, crises financeiras, novas moedas, internet, seis olimpíadas, cinco Copas do Mundo (duas delas vencidas pelo Brasil) e por aí vai.

Já o primeiro lugar no ranking dos carros mais vendidos do Brasil permaneceu inalterado nesses 21 anos. Lá está o VW Gol desde então.

E é para manter-se no topo que o modelo passou por uma renovação total, além da estética. O novo Gol está à venda desde o início desta semana com preço a partir de R$ 28.890 na versão 1.0 e R$ 32.290 na 1.6. Ambas podem receber o pacote Trend, que inclui faróis com duplo refletor, conta-giros, chave tipo "canivete" (igual à do Golf), detalhes cromados e rodas de 14", entre outros itens.

A versão topo de linha, Power 1.6, já inclui equipamentos como direção hidráulica, volante regulável em altura e distância e rodas de 15 polegadas.

Em 28 anos de existência, o Gol já mudou muitas vezes, mas nunca tanto quanto agora. O hatch passa a ser fabricado sobre a plataforma de Polo e Fox e adota motor na posição transversal.

Para ampliar o espaço interno foi elevado o chamado ponto "H", referência à posição dos quadris dos ocupantes em relação à carroceria. É o mesmo recurso aplicado no Fiat Mille e no VW Fox. Segundo informações da VW, o ganho foi de até 44 mm para os joelhos dos passageiros de trás, apesar da distância entre eixos 3 milímetros menor. E, como ficou 37 mm mais alto, o Gol agora dá folga para as cabeças dos ocupantes. O porta-malas continua com 285 litros de capacidade.

O painel, alvo de críticas no Gol anterior, foi trocado por um semelhante ao do Polo, de visualização bem melhor. Outra boa novidade é que freios ABS, air bags dianteiros e computador de bordo passam a integrar a lista de opcionais.

Os motores AE 1600 e AP 1800 foram aposentados. O Gol agora só anda com a família EA111, 1.0 e 1.6, ambos flexíveis. O propulsor de 1 litro é o mesmo do Fox, melhorado recentemente. Entrega até 76 cv e torque máximo de 10,6 mkgf a 3.850 rpm quando abastecido com álcool. O 1.6, também melhorado, tem até 104 cv e destaca-se pelo torque de 15,6 mkgf a apenas 2.500 rpm.

O Gol está 62 kg mais pesado do que seu antecessor. Conforme a Volkswagen, o hatch ficou 0,3 segundo mais lento na aceleração de 0 a 100 km/h (13,4 segundos ante 13,1 s), mas atinge velocidade máxima de 169 kmh, ante 168 km/h do "antigo".

Agora que você conhece o novo Gol, veja como ele se sai diante dos principais concorrentes, Fiat Palio Fire e Chevrolet Celta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.