Tamanho do texto

Completando a reestilização da linha Palio, iniciada com o hatch no começo do ano passado, a Fiat está lançando a Strada com o novo visual. A atualização vale para as versões Trekking e Adventure.

A Fire, de entrada, continua com as carrocerias da geração anterior.

A nova Strada começa a chegar às lojas esta semana a partir de R$ 36 mil, preço inicial da Trekking 1.4 com cabine simples, que subiu R$ 760 em relação à tabela da versão 2008. A Adventure 1.8 ficou R$ 1.370 mais cara e agora seu preço parte de R$ 47.100. Em média, o reajuste para a linha foi de R$ 800.

A versão topo teve o apelo aventureiro reforçado com a adição do bloqueio de diferencial, batizado de Locker, assim como no resto da "família" Adventure, que inclui Palio Weekend, Idea e Doblò. O recurso permite dividir o torque igualmente entre as rodas dianteiras, o que pode ajudar o veículo a sair de situações difíceis em pisos com pouca aderência.

São de série os amortecedores Powershock, da Magneti Marelli, que limitam o rolamento excessivo da carroceria - peças também presentes na Palio Adventure. Outra novidade é o conjunto de pneus e rodas nas medidas 205/70 R15.

A Strada Adventure ganhou ainda novas medidas, com bitolas e entreeixos ligeiramente maiores e suspensão mais alta em 2 cm, chegando a 20 cm de vão livre em relação ao solo.

Em estrada de terra batida, deu para perceber uma pequena evolução na dirigibilidade, com boa absorção de impactos e controle da picape. No asfalto, o curto test drive não permitiu uma análise precisa, mas os novos amortecedores parecem cumprir bem sua promessa.

Comum a todas as versões da nova Strada é a nova tampa da caçamba, removível e com chave. As lanternas ganharam uma extensão de efeito estético. O resultado é de gosto duvidoso, lembrando o polêmico conjunto ótico traseiro da Palio Weekend da geração anterior.

Nas cabines estendidas, foi incluído um novo ponto de fixação do estepe, atrás do motorista, para ser usado caso seja preciso abrir espaço na caçamba.

Com até 86 cv com álcool, o motor 1.4 da Trekking ficou 5 cv mais potente - é igual ao de Punto, Siena e Weekend.