Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

STJ nega novo pedido de habeas corpus a ex-banqueiro Cacciola

BRASÍLIA - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou novo pedido de habeas corpus para suspensão da prisão preventiva do ex-banqueiro Salvatore Cacciola. A desembargadora Jane Silva indeferiu a oitava liminar da defesa do ex-dono do banco Marka impetrada neste ano. Cacciola está preso no Rio de Janeiro desde que retornou extraditado de Mônaco, em 17 de julho último.

Valor Online |

A defesa do ex-banqueiro tenta, novamente, questionar a prisão, desta vez alegando flagrante motivação política. Retoma ainda o argumento usado anteriormente sobre a prisão determinada pela 6ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, de que fere o princípio de isonomia, uma vez que outros réus do caso Marka respondem ao processo em liberdade.

Cacciola foi condenado a 13 anos de prisão por prejuízo aos cofres públicos de cerca de R$ 1,6 bilhão em 1999, quando seu banco recebeu socorro de dólares do Banco Central, a uma taxa menor que a do mercado.

A defesa reclama também da demora em julgar a apelação. De acordo com o STJ, o pedido de habeas corpus foi, primeiramente, apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas só foi repassado na última quarta-feira. A desembargadora Jane Silva rejeitou o pedido alegando falta de novidade na fundamentação da defesa.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG