BRASÍLIA - O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, concluiu que a Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso não poderá obrigar o ex-agente do Serviço Nacional de Informações (SNI) Francisco Ambrósio do Nascimento a responder a perguntas que possam levar a auto-incriminação durante depoimento que será realizado hoje. A comissão também não poderá exigir que Ambrósio assine um termo de compromisso obrigando-o a dizer a verdade.

O ministro explicou que Ambrósio deporá na qualidade de convidado e que a comissão é diferente de uma CPI. " A comissão não poderá obrigá-lo a responder a eventuais perguntas, muito menos a compromissá-lo antes do depoimento. O poder para tanto é próprio de autoridades judiciais, e não foi conferido pela Constituição senão às Comissões Parlamentares de Inquérito " , afirmou Peluso.

"(Juliano Basile | Valor Econômico)"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.