Tamanho do texto

Brasília, 22 - O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, disse hoje ter uma expectativa positiva com relação ao resultado dos trabalhos da missão da União Europeia, que começou hoje a visitar fazendas de gado em Estados produtores. A missão poderá ampliar o número de fazendas que hoje estão autorizadas a vender carne para o bloco europeu.

No final de 2007, a União Europeia anunciou o embargo às exportações brasileiras por questões sanitárias. Na época o Brasil entregou uma lista com mais de duas mil propriedades, mas menos de 100 fazendas receberam autorização para realizar embarques. Atualmente, existem 733 propriedades habilitadas a exportar para a UE.

"Muitos problemas foram resolvidos, estamos com uma expectativa positiva e se der certo poderemos retomar em dois anos o patamar de vendas de antes do embargo", disse o ministro. Segundo ele, antes da restrição imposta pela UE, o bloca respondia por 30% da receita total das exportações de carne do Brasil. Hoje, esta participação é de apenas 8%.