Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Stephanes projeta queda de 5% na safra de grãos 2008/09

BRASÍLIA - A safra de grãos 2008/09 pode cair até 5% em relação à anterior, segundo previu hoje o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, após a divulgação de duas pesquisas apontando recuo na estimativa de produção. A crise financeira mundial, que reduziu preços das commodities e o acesso do agricultor ao crédito, e questões cíclicas do clima são as causas das estimativas mais pessimistas.

Valor Online |

Mas, segundo o ministro, se a queda ficar nesse patamar, "ainda estará dentro de um padrão de razoabilidade".

A previsão de Stephanes é mais pessimista que a redução projetada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), cujo levantamento na segunda quinzena de novembro aponta retração de 2,5%, para 140,28 milhões de toneladas ante o recorde de 143,86 milhões de toneladas da safra passada. E também ultrapassou a expectativa apontada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que projetou hoje uma produção inferior em 3,8% sobre a passada.

Segundo ministro, se a safra ficar ao redor das 140 milhões de toneladas, ainda será o segundo melhor resultado já registrado. Ele lembrou que a produção de grãos na safra de 2007/08 cresceu 9% sobre a relativa a 2006/07. Portanto, o recuo de 5% ainda será sobre uma base elevada.

Ele destacou que o governo usará todos os mecanismos disponíveis para garantir a comercialização da safra atual e da próxima, sem descartar medidas novas. "Vamos utilizar os instrumentos atuais, como a formação de estoques. Se precisarmos alterar medidas relacionadas à política agrícola, vamos agir", declarou Stephanes, ao anunciar os números da Conab.

A Conab prevê queda de 2% na colheita de soja, que deve ficar em 58,8 milhões de toneladas, ante 60 milhões de toneladas na safra anterior. O órgão também espera recuo na produção de algodão (0,8%) e de milho 7,4%. Já a colheita de feijão e trigo devem subir.

A área plantada em todo o país deve crescer para 47,48 milhões de hectares, 0,2% sobre a safra anterior. Segundo a Conab, o Centro-Sul está com aproximadamente 90% do plantio concluído, mas deve-se levar em conta a variação climática até o fim da colheita em curso, que vai até fevereiro.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG