Brasília, 18 - O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, mostrou-se incomodado hoje com o impasse entre técnicos da pasta e do Ministério da Fazenda em relação a detalhes da política de apoio à comercialização de 2010. Sem uma portaria interministerial que defina a regra para os leilões, os produtores ficam sem receber subsídios do governo e o temor se agrava a cada dia porque, com a perspectiva de safra recorde de grãos, não há espaço suficiente para armazenar toda a produção.

"Tenho feito críticas públicas a eles (técnicos da Fazenda)", disse o ministro. "Isso, efetivamente, está me preocupando", acrescentou.

O assunto está em debate entre os dois ministérios desde o início do ano. De um lado, a Agricultura exige uma tramitação menos burocrática para realização de operações de apoio à comercialização. Do outro, a Fazenda deseja tornar o processo mais eficiente do ponto de vista financeiro.

Com isso, os debates entre profissionais têm sido constantes, assim como o vaivém de minutas entre os dois ministérios. Enquanto isso, o produtor fica de braços cruzados. "Terão que resolver isso nos próximos dias", afirmou Stephanes. Em entrevista na semana passada, no entanto, o ministro disse acreditar que até a última segunda-feira, dia 15, tudo estaria resolvido. Até agora, no entanto, o assunto ainda está em suspenso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.