Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Stephanes: Cone Sul quer auto-suficiência em fertilizante

Os países que integram do Conselho Agropecuário do Sul (CAS) se comprometeram a designar especialistas em insumos agrícolas para que seja definida uma estratégia comum para atingir a auto-suficiência, principalmente de fertilizantes, na região. A informação é do ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, que participa, em Concón, no Chile, da reunião do CAS.

Agência Estado |

Além do Brasil e do Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai integram o conselho.

"Os países do Cone Sul estão de acordo que é preciso estudar uma solução conjunta para ampliar a produção de fertilizantes na região", afirmou Stephanes. "Alguns deles têm condições de ampliar significativamente a produção de fertilizantes. É o caso da Argentina, que pode aumentar a exploração de potássio", completou. As informações são da assessoria de imprensa do ministério.

Durante o encontro, o ministro da Agricultura da Argentina, Carlos Alberto Cheppi, anunciou que virá ao Brasil até o fim do ano para estabelecer contato com empresários do setor sucroalcooleiro, bem como visitar instalações de pesquisa sucroalcooleira. Os ministros que integram o CAS também se comprometeram a criar um programa conjunto de pesquisa do pinhão-manso para a produção de biodiesel. Segundo Stephanes, a maior parte destes países já estuda a planta para esta finalidade e a intenção é tornar o pinhão-manso uma das matérias-primas para a produção do biocombustível.

Ainda segundo a assessoria de imprensa do ministério, durante o encontro também ficou acertado que na próxima reunião do conselho, na primeira quinzena de dezembro em Montevidéu (Uruguai), os países integrantes estabelecerão uma meta para a erradicação da febre aftosa no continente. O ministro brasileiro reuniu-se também com representantes do governo da Bolívia. Ficou decidido que os países irão aprimorar os trabalhos de defesa sanitária na região de fronteira. As autoridades marcaram nova reunião bilateral em novembro, na Bolívia, para traçar estratégias e definir uma agenda de trabalho.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG