O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, sugeriu ontem que São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais peçam ao governo o reconhecimento do status de livre da febre aftosa sem vacinação em conjunto, em razão da proximidade dos Estados. São Paulo não está em condições de ser aprovado por causa das grandes fronteiras.

O ideal é que Minas, São Paulo e Mato Grosso do Sul façam o trabalho juntos", disse. Na segunda-feira, o Paraná pediu ao governo esse reconhecimento. "O Paraná tem feito o dever de casa em relação à aftosa", disse o ministro, que deixará o cargo em abril para se candidatar a deputado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.